TCL Turbinas

Turbo e supercharger: entenda as principais diferenças entre os dois tipos de motores

Compartilhe isso:

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
turbo e supercharger

Dúvidas na hora de investir em um motor mais potente para o seu carro? Se você deseja investir em uma performance melhor para o seu veículo é importante saber que, no que diz respeito à potência, há algumas diferenças entre um motor turbo e supercharger. Conhecer um pouco dessas diferenças pode te ajudar na hora de decidir qual comprar.

No artigo de hoje vamos falar sobre o motor turbo e o supercharger para que você entenda um pouco mais sobre as suas principais diferenças. Confira!

Turbo compressor

O motor turbo compressor oferece uma potência maior sem precisar aumentar o tamanho do motor do seu carro e funciona alimentado pelo fluxo gerado pela expulsão de gases do escape que giram uma turbina.

No que se diz respeito ao consumo de combustível, há quem pense que o motor turbo gaste mais, porém, ao misturar o ar que entra pressionado pela tubulação do sistema de admissão e o combustível de forma mais densa nas câmaras, acontecem explosões mais incisivas, o que exige menos do acelerador.

Supercharger

Os motores supercharger, também chamados de compressores volumétricos, aumentam a eficiência volumétrica dos motores de combustão e assim proporcionam uma maior potência.

Na prática, quanto ao desempenho, o motor supercharger é semelhante ao motor turbo. Ele comprime o ar para o interior da câmara de combustão, o que aumenta a quantidade de oxigênio e, dessa forma, a combustão é mais intensa, tendo por consequência uma maior potência.

Por mais semelhança que haja no efeito prático desses dois motores, existem especificações que os diferenciam quanto à forma como eles funcionam. Algumas das principais diferenças são:

Diferença fundamental

Enquanto o turbo utiliza gases do escapamento para impulsionar o motor, o supercharger utiliza o ar do ambiente para executar a mesma função.

Torque

O supercharger está diretamente ligado ao virabrequim, dessa forma ele inicia a compressão de ar para dentro dos cilindros assim que a rotação começa a aumentar. Esse procedimento favorece as arrancadas, pois permite o aumento do torque logo na saída ou na retomada de velocidade do veículo.

Ligação mecânica

No supercharger, o compressor é acionado por ligação mecânica, geralmente pela polia do virabrequim. Dessa maneira, o sistema é acionado em marcha lenta, evitando o turbo lag ou retardo, que é a demora de resposta do carro quando você pisa no acelerador e que já foi umas das maiores queixas do turbo.

Compressor mecânico

No turbo não há perda mecânica quando o acelerador está fechado ou pouco aberto, já no supercharger ele se mantém ativo, aumentando o consumo. Para evitar esse problema, pode ser utilizada a polia com cubo eletromagnético que desativa o sistema quando ele não é necessário, porém o rendimento máximo ainda é pequeno.

Pressão dos gases de escapamento

No turbo a pressão dos gases de escapamento faz com que uma turbina gire. Esse movimento é transmitido por um eixo ao compressor, que é o responsável pelo aumento da potência. É um sistema que oferece maior potência, entretanto apresenta maiores riscos, uma vez que, por ser mais complexo, tem seu funcionamento com rotações muito elevadas, chegando à 150 mil RPM.

Gostou do conteúdo? Esperamos que você tenha sanado suas dúvidas referentes aos motores turbo e supercharger.

Continue acompanhando nosso blog e redes sociais para ficar sempre por dentro dos nossos conteúdos e, em casos de dúvidas ou sugestões, entre em contato com a TCL. Será um prazer atendê-lo!

Veja mais conteúdos

Deixe seu comentário

Sobre a TCL

A TCL é uma empresa que marca sua presença no segmento de turbos e compressores de ar há mais de 30 anos, sendo reconhecida por seus clientes devido a sua qualidade e princípios éticos. 

Recent Posts

Contate-nos

Deixe nos lhe ajudar?

Receba nossas novidades

Conteúdos especiais para você!